Quarta, 19 de Junho de 2024
83 998222992
Anúncio
Geral BRASIL

Homem é picado por abelha enquanto tomava sorvete, tem reação e morre

Homem teve reação alérgica ao ser picado por uma abelha dentro de agência bancária. Bahia tem, pelo menos, quatro casos de mortes desse tipo

23/05/2024 09h57
Por: Mídia Paraíba Fonte: Madu Toledo
Homem é picado por abelha enquanto tomava sorvete, tem reação e morre

Alex Pereira Santos, de 42 anos, morreu após ter uma reação alérgica a picada de abelha, na quarta-feira (22/5), em uma agência bancária de Itapetinga (BA). O homem tomava um sorvete no momento que o inseto o picou.

De acordo com a família, Alex chegou a ser encaminhado para o Hospital Cristo Redentor, mas chegou ao local sem vida. Os médicos não tiveram respostas vitais ao tentar a reanimação. As informações são do G1.

O Hospital Israelita Albert Einstein explica, em publicação, que, em pessoas alérgicas, a picada de apenas um inseto pode ser fatal por desencadear uma anafilaxia – reação alérgica generalizada de rápida instalação.

O Hospital Israelita Albert Einstein explica, em publicação, que, em pessoas alérgicas, a picada de apenas um inseto pode ser fatal por desencadear uma anafilaxia – reação alérgica.

Segundo o Ministério da Saúde, entre 2018 e 2022, foram registrados cerca de 100 mil casos de acidentes por abelhas, no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan). Desses, 303 foram fatais.

Alex Pereira Santos atuava como caminhoneiro no distrito de Bandeira do Colônia, também na Bahia, e era conhecido pelas pessoas como “Lelé”. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento.

Segundo o Ministério da Saúde, entre 2018 e 2022, foram registrados cerca de 100 mil casos de acidentes por abelhas, no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan). Desses, 303 foram fatais.

Alex Pereira Santos atuava como caminhoneiro no distrito de Bandeira do Colônia, também na Bahia, e era conhecido pelas pessoas como “Lelé”. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento.

Abelhas na Bahia

Em 14 de março, pelo menos 17 crianças foram atacadas por um enxame no Centro de Atenção Integral à Criança Darcy Ribeiro, em Ilhéus, e foi necessário acionar o serviço médico.

Apenas cinco dias depois, um homem de 55 anos também foi atacado pelos insetos, em Vitória da Conquista. Claudinete Jesus Lemos morreu após receber cerca de 100 picadas.

No dia 31 do mesmo mês, Silvaneto da Silva Santos, de 35 anos, faleceu após ser atacado por um enxame em Formosa do Rio Preto, no oeste da Bahia. O homem, que era cadeirante, não conseguiu fugir.

Já no dia 4 de maio, o policial militar aposentado, Josinaldo da Silva Oliveira, de 56 anos, morreu após receber picadas em uma de suas propriedades, localizada na zona rural de Juazeiro.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias