Quarta, 19 de Junho de 2024
83 998222992
Anúncio
Polícia BARBARIDADE

Bebê de 5 dias é estuprada por ‘avô postiço’ em Manaus

Monstro: ferida provocada pelo ‘avô’ estuprador quase juntou genitais de bebê recém-nascida no Amazonas; diz delegada

15/05/2024 13h11 Atualizada há 1 mês
Por: Mídia Paraíba Fonte: Com Folhadoprogresso/MÍDIA PARAÍBA

Na última quinta-feira (9), um homem de 39 anos estuprou uma bebê recém-nascida de cinco dias no município de Tapauá, distante 449 km de Manaus. O criminoso era marido da mãe da avó da criança e morava na mesma casa, sendo uma espécie de avô postiço da vítima. De acordo com a delegada Kelly Souto, da 64 Dip, o caso chegou ao conhecimento da equipe de investigação no momento em que a recém-nascida deu entrada na unidade hospitalar do município com a parte íntima sangrando. Conforme a delegada, em depoimento, o infrator confessou a prática criminosa. Ele disse que teria penetrado os dedos na vagina da vítima não intencionalmente, quando a pegou no colo e ela escorregou. No entanto, médicos constataram que havia laceração de 1o grau em toda a parte da vulva no introito vaginal, e a parte inferior da vagina estava lacerada.

Esses ferimentos são causados apenas com a penetração de um pênis, pelo diâmetro. “A família alegava que a criança saiu da maternidade daquele jeito e que tinha outra prima que nasceu daquele jeito. Eles negavam a todo momento, e tentavam cobertar.

Isso que dificultou o trabalho da polícia, mas o trabalho só terminou com a confissão dele”, disse a delegada. “Os dois médicos que atenderam a criança disseram que ali não teria como ter sido dedo e sim algo mais calibroso como um pênis, porque, senão teria rompido todo o hímen da criança.

Se a criança não tivesse chorado escandalosamente ele teria concluído e juntado vagina com ânus. Foi o choro da criança que salvou ela”, afirmou. Ainda segundo a delegada, o homem também tem passagem por estupro tentado contra uma jovem de 16 anos no ano de 2016. O criminoso foi encaminhado a um presídio em Manaus.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias